Fobias

Fobias

Você tem algum tipo de medo ou receio que só é ativado em certas situações, como por exemplo, ao andar de carro em certo lugar, no momento em que precisa subir na escada para realizar um reparo, quando chega perto de um determinado animal ou alguma outra situação que dispara uma tremenda sensação de medo, receio e pavor? Nessa hora entra em cena a fobia que é uma especie de temor exagerado diante de situações muito específicas.

Analisando sobre o ponto de vista clínico, podemos dizer que as fobias fazem parte de transtornos ligados a questões da ansiedade, só que com um certo detalhe de só se manifestarem frente a situações muito particulares. Se isso acontece com você ou com alguém próximo, saiba que exite uma Fobia que precisa de atenção de um profissional para que a pessoa possa não apenas se livrar, mas ir de encontro ao caminho que irá possibilitar uma grande melhora na qualidade de vida.

A fobia pode ser definida como um medo irracional, frente a uma situação ou mesmo objeto que não “apresenta” qualquer tipo de perigo naquele exato momento, mas de alguma forma, dispara esse “alarme de perigo” interno. Isso faz com que a pessoa procure evitar tal situação ou objeto a todo custo.

A ajuda chega para libertar as limitações que as fobias causam no dia a dia de quem sofre deste mal.

mulher com medo

Principais Tipos de Fobias:

  • Agorafobia – Essa vertente leva como característica o grande receio de estar em lugares públicos, de forma que não se pode sair dali sem ser notado. E não para por aí já que temos outras que entram nesta mesma categoria, como o medo dos espaços abertos, da dificuldade de sair rapidamente para um local que apresente mais segurança e até mesmo o medo da presença de multidões. Em alguns casos a fobia é tamanha que trava totalmente quem sofre deste mal, ao ponto do indivíduo não querer nem sequer sair de casa para, nem mesmo de ir viajar sozinho ou frequentar o shopping. Pessoas que sofrem deste trauma, relatam um medo aterrorizante de passarem mal e serem deixadas de lado em locais públicos, sem qualquer tipo de ajuda. E um detalhe é que boa parte das pessoas que sofrem da agorafobia acabam desenvolvendo o transtorno de pânico.
  • Fobia Social – Essa também é uma fobia que limita muito a qualidade de vida do indivíduo, que desenvolve um grande receio das situações de exposição aos olhares dos outros, mesmo que via grupos pequenos como um encontro de amigos em um restaurante ou uma festa de familiares. A fobia chega ao ponto de não deixar que a pessoa possa comer em público, conversar na presença dos outros, nem sequer assinar um cheque quando existem outras pessoas no ambiente. O receio de receber críticas e a baixa autoestima pode isolar totalmente que sofre desta fobia social.
  • Fobia Simples – Medo circunscrito diante de situações concretas ou objetos. Essa entra no exemplo citado no início deste artigo, já que como o próprio nome diz, são fobias restritas a uma situação ou objeto altamente específicos, tais como, animais inofensivos (zoofobia), altura (acrofobia), trovões e relâmpagos (astrofobia), medo de voar, panico de espaços fechados (claustrofobia), doenças (nosofobia), dentista, injeção, sangue, entre outros.

As Fobias Simples são agrupadas em cinco tipos:

  • Animais (aranhas, cobras, sapos etc.);
  • Aspectos do ambiente natural (trovoadas, terremotos etc.);
  • Sangue, injecções ou feridas;
  • Situações (alturas, andar de avião, pontes, túneis, andar de elevador etc.);
  • Outros tipos (medo de vomitar, contrair uma doença etc.);

mulher sofrendo pelos tipos de fobias

Geralmente as fobias aparecem em algum momento da infância ou mesmo do período da adolescência, a questão é que se não for tratada adequadamente ela pode persistir até a idade adulta. Pessoas do sexo feminino costuma desenvolver mais (com exceção da fobia social, que atinge tanto homens quanto mulheres).

A Reprogramação Neurodimensional (RND) é um método de abordagem terapêutica onde, hipnoticamente, conduzimos o paciente de forma a regredir na linha do tempo, percorrendo a história da sua vida para encontrar a origem dos desvios comportamentais e então mudar o significado daquilo que foi mais traumático.

>> Conheça o Tratamento para as Fobias com a Phisiom