Desvios comportamentais

Desvios comportamentais

Desvio de Conduta ou Transtorno de Conduta (desvio comportamental) é caracterizado por padrões persistentes de conduta socialmente inadequada, agressiva ou desafiante, com violação de normas sociais ou direitos individuais. É um dos transtornos psiquiátricos mais freqüentes em jovens e um dos maiores motivos de encaminhamento ao psiquiatra infantil.

O ambiente familiar e social tem papel importante no desenvolvimento e manutenção de transtorno de conduta. O comportamento de desobediência está associado a pais e irmãos agressivos e negligentes, divórcio dos pais, mães jovens, baixa condição socioeconômica e outros fatores.

Pode ser causa e consequência de um histórico de aprendizagem em que prevaleceram punições pelos maus comportamentos em vez de reforço pelos bons comportamentos. É importante estar alerta ao comportamento dos pais, pois transtornos de conduta podem indicar histórico de abuso sexual e violência, alcoolismo e abuso de drogas na família.

Essas violações não atendem às expectativas sociais próprias à idade da criança, indo muito além de travessuras infantis ou de rebeldia do adolescente e continuam acontecendo regularmente por muito mais tempo.

O diagnóstico se baseia na presença de:

Manifestações excessivas de agressividade e de tirania;

Crueldade em relação a outras pessoas ou a animais;

Destruição dos bens de outrem;

Condutas incendiárias;

Roubos ou furtos;

Abuso sexual;

Porte de armas;

Mentiras repetidas;

Cabular aulas e fugir de casa;

Desobediências anormalmente frequentes e graves.

O transtorno da conduta é mais freqüente entre os 12 e 16 anos, sendo quase 4 vezes mais comum no sexo masculino. Cerca de 20% também possuem algum transtorno de aprendizagem, como dificuldade em se concentrar, em se expressar oralmente ou na escrita ou de memória resultando em desempenho inferior a média na escola.

É recomendado que a família dos pacientes deve seja incluída e os pais seja ensinados a como ensinar os filhos adequadamente. Assim como outras terapias com crianças e adolescentes o tratamento mais eficiente é o que inclui a família e a escola no processo. Também é recomendado que algumas sessões sejam individuais. Não é recomendado terapia em grupo com outros adolescentes agressivos, pois eles estimulam o mau comportamento uns nos outros. O tratamento também deve procurar resolver conflitos familiares, tais como divórcios destrutivos ou depressão materna.

Nós do Instituto Phisiom atendemos com eficácia o jovem portador de Desvios Comportamentais.

Nós do Instituto Phisiom hipnoticamente fazemos o paciente regredir na linha do tempo percorrendo a história da sua vida para encontrar a razão dos desvios comportamentais e então mudar o significado daquilo que foi mais traumático. Para essa regressão utilizamos a RND e após várias técnicas complementares para o equilíbrio e a harmonia do paciente.

>> Entre em contato e faça uma consulta com a Phisiom