Ansiedade

Ansiedade

Você sofre de ansiedade ou desconfia do quanto isso está afetando seu desempenho diário em meio a tantas tarefas e afazeres que precisa dar conta? Então fique comigo neste artigo e você vai entender melhor sobre o porquê muitas pessoas e profissionais consideram a ansiedade como um dos grandes transtornos do século.

Uma ida rápida ao dicionário nos relava ao pé da letra que a Ansiedade pode ser definida como:

A questão aqui é, apenas quem realmente sofre com a ansiedade entende na pele como é ruim ter esta sensação de sofrer por algo que ainda não aconteceu, que talvez possa acontecer ou talvez nunca realmente aconteça.

O pior é que, junto a isso, existem outros sentimentos atrelados que resolvem se manifestar neste momento de extrema aflição, como suar, tremer, gaguejar e não para por aqui. É uma verdadeira mistura de sentimentos ruins que resolvem se manifestar ao mesmo tempo em que chega o mal da ansiedade.

Neste ponto, boa parte das pessoas acaba cometendo o grande erro de confundir tais sintomas com a síndrome da depressão, que seria algo totalmente diferente. Esse é mais um ponto fundamental para procurar ajuda de um profissional quando algo que aparentemente não tem explicação acontecer com seus movimentos ou pensamentos.

Hoje quero que se aprofunde no tema ansiedade, não apenas para conhecer os sintomas e compreender se você ou alguém próximo está passando por isso, mas principalmente para entender que existe cura desde que tome consciência e procure ajuda.

mulher pensando

Por Dentro da Ansiedade!

Acho que já consegui deixar claro que a relação direta entre Ansiedade e Depressão não existe, e esse é um passo fundamental para que possamos continuar a leitura e entendimento do assunto.

Geralmente as pessoas sentem que estão mais ansiosas quando estão passando por um momento mais delicado que envolva muita pressão ou mesmo, quando fica muito apreensivo (a) sobre alguma situação que possa ou não ocorrer.

Ansiedade é um fator muito mais profundo e podemos considerar como um real sintoma de quem sofre deste transtorno, o momento em que exista a sensação de preocupação, de medo, de tensão insuportável ou até mesmo de pavor, só que vindos de forma exagerada e sem controle.

Conhecendo os Sintomas da Ansiedade!

Não pense que sentir um dos itens citados já mostra que você é uma pessoa com problemas com ansiedade. O ponto não é exatamente esse, já que é normal sentir certa apreensão quando, por exemplo, estamos para entrar em uma entrevista de emprego, estudar para um concurso, não dormir direito à noite por conta de um compromisso no dia seguinte ou mesmo por encontrar um amigo de longa data.

Estes são sinais comuns que todos nós sentimos em meio às atividades diárias.

O que não é nada saudável e pode levantar a bandeira da preocupação pela busca da ajuda especializada, seria o momento em que tais sintomas passam a ser algo do cotidiano, ou melhor, que ocorra todo santo dia e passe literalmente a fazer parte da sua vida a tal ponto de que quando menos espera, já está sofrendo por conta da aflição em excesso.

É por isso que é importante conhecer os sintomas da ansiedade e ter condições de identificar se você tem ou não problemas quanto a isso. Quando mais consciência tomar sobre tais atitudes e em qual momento elas ocorrem, ficará mais claro saber se tudo está dentro do normal ou se já está na hora de procurar ajuda.

Abaixo segue alguns dos sintomas que podemos destacar como os mais comuns em quem já está apresentando sinais de que precisa de ajuda especializada para tratar a ansiedade. Para facilitar resolvemos separar em dois grupos, Sintomas Psicológicos e Sintomas físicos.

mulher refletindo

Sintomas Psicológicos da Ansiedade!

É difícil perceber os sintomas que levam aos quadros mais graves do transtorno da ansiedade, visto que eles estão atrelados diretamente com nossa mentalidade e não necessariamente com fatores físicos (que veremos mais a seguir). Isso dificulta a percepção do transtorno que muitas vezes é sentido psicologicamente por quem enfrenta este mal.

Medos irracionais: Vamos conhecer alguns medos que estão relacionados ou tem alguma ligação com o transtorno da ansiedade, como aquele medo em excesso por algum animal em específico, o pavor de voar ou mesmo de estar junto há uma grande multidão de pessoas, pode dar indícios de que exista algum transtorno da ansiedade pelo fato de ser encarado como um medo exagerado, o que então, passa a ser um verdadeiro transtorno na vida daquela pessoa. No momento em que passa a fazer menos por conta desta limitação imposta pela sua mente e os mais diversos pensamentos negativos sem aparente motivo, é sinal de que precisa de ajuda.

Pensamento apurado da Autoconsciência: Algumas pessoas conseguem frequentar um novo ambiente e agir de forma que não pareça se preocupar com os outros, como por exemplo, chegar a uma festa, conversar com estranhos, provar tudo que se tem vontade e não ficar com aquela interminável culpa de que está sendo inconveniente ao ponto disso travar e fazer desistir de realizar determinadas ações por medo e vergonha (sem contar que a deixa com excesso de suor e/ou tremedeira). Quando chega neste ponto é sinal de que sua Autoconsciência está te atrapalhando e você realmente precisa de ajuda.

Lembranças ruins que precisa esquecer: Coisas ruins acontecem na vida de todas as pessoas e às vezes os eventos chegam a ser bastante traumáticos que nos fazem voltar neles de forma inocente em certas ocasiões ou momentos da vida. Até aqui está tudo normal no curso da vida. O ponto de atenção surge no momento em que estas lembranças ruins do passado voltam com certa frequência nos pensamentos ao ponto de atrapalhar as atitudes e movimentos. Isso mostra que está na hora de procurar ajuda.

Preocupação em ser Perfeccionista: Vivemos em um mundo repleto de pressões para sermos sempre os melhores em casa, no trabalho, entre os amigos e isso gera uma sensação de querer que tudo saia sempre melhor do que o planejado. A questão da preocupação surge no momento em que tais cobranças internas são tão grandes ao ponto do indivíduo querer realizar sempre as atividades de forma perfeita, chegando a ficar ansioso para ao final, receber elogios pelas pessoas que vão julgar aquela determinada tarefa.

A lista não para por aqui e poderíamos mencionar ainda aquela grande vergonha em sair, em falar com outras pessoas, a sensação de pânico e a lista seguiria e seria mais longa, mas neste momento estamos destacando apenas os pontos que costumam ocorrer com mais frequência para que você possa identificar o transtorno da ansiedade quando ela começar a surgir.

Mulher roendo unhas

Entrando nos Sintomas Físicos da Ansiedade!

Antes de abordar este tema é importante deixar claro que, por mais que boa parte dos sintomas esteja ligada a fatores psicológicos, é preciso destacar que existem também os fatores físicos (que são em proporções menores) que muitas vezes se alojam de mansinho e acabam passando despercebido por quem está sofrendo pelos transtornos da ansiedade.

Vamos entrar em alguns deles:

Problemas Frequentes de Insônia:
Muitas pessoas acham que o problema da insônia está ligado apenas as preocupações de cunho familiar, vida pessoal e até mesmo com questões financeiras, mas a verdade é que muitas pessoas acabam sofrendo por este mal a tal ponto de se acostumarem com o fato de terem problemas de insônia, mas vale destacar que esse é um dos elementos que mostram claramente que existe o transtorno da ansiedade.

Roer unhas com Frequência: Encarado como normal por alguns, esse é mais um indício de que existem fortes sinais de ansiedade em pessoas que estão frequentemente roendo unhas e antes que se sinta um ser estranho, saiba que boa parte da população brasileira sofre deste mal. É realmente difícil notar que precisa de ajuda, mas é nítido e claro perceber isso em outra pessoa que está frequentemente roendo unhas e sofrendo com o transtorno da ansiedade. Ela precisa de ajuda, mas talvez, ainda não percebeu ou se deu conta disso.

O ciclo acontece quando a pessoa sofre por algum motivo, resolve se calar, passa a pensar em problemas e quase que automaticamente, leva a mão em direção à boca para roer as unhas.

Mulher ansiosa

Sofrer de Tensão Muscular: Isso tende a ocorrer com mais frequência em pessoas que passam boa parte do dia sem realizar movimentos com o corpo, como é o caso das pessoas que ficam sentados em grande parte do dia frente ao computador. Sem perceber ou se dar conta, acabam não controlando os pensamentos e isso faz com que certas regiões do corpo fiquem tencionadas de forma exagerada, como ocorre com mais frequência na região da mandíbula e dos punhos.

Dores em Excesso: Sabe aquelas dores que aparecem sem mais nem menos na região do peito ou da cabeça e você acha que é algo normal por conta de um dia estressante. A alta carga de nervosismo, agitação e o medo constante por algo que ainda não ocorreu, faz com que você tencione muito uma determinada região do corpo e isso acaba levando às dores que surgem sem mais nem menos. Um exemplo disso são as dores de barriga que levam a enjoos sem explicação. Em muitos casos isso é causado pela agitação dos transtornos da ansiedade, que faz com que balance muito as pernas.

Neste ponto você já conhece muitos dos sinais que levam aos transtornos de ansiedade, então, se até aqui conseguiu se identificar com algum sintoma, então é sinal de que precisa de ajuda especializada para contornar isso.

>> Entre em contato com o Instituto Phisiom agora! Nós Podemos te Ajudar.